domingo, 4 de julho de 2010

Silêncio e Ternura

Entre nós
Há palavras
Desenhadas no
Silêncio da noite.
Entre nós
Há desejos
E carícias
Em cada palavra
Que se não
Pronuncia
Entre nós
Há muros de silêncios
Derrubados
Em cada maré
Que se adivinha…

Entre nós…
Permanecemos.

(Otília Martel)

1 comentário:

  1. Obrigada por esta refrência que só agora, casualmente, descobri.
    Um abraço

    ResponderEliminar