quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Companhia

Não vivo só.
Sonhos e ilusões
alegrias e amores
que vivi,
quimeras que o tempo
jamais apagará,
vivem comigo
como vivem
a saudade, a desilusão,
a amargura e a dor.

Fazem parte de mim
e fazem-me companhia

Mário Mendes, in "A pena, que apenas..."


Sem comentários:

Publicar um comentário